sexta-feira, 8 de fevereiro de 2013

O CARNAVAL DE OURO PRETO E A CONSTRUÇÃO DE UMA TRADIÇÃO

O Carnaval Ouropretano de hoje, além de contar com as blocos tradicionais, oferece também os desfiles das Escolas de Samba e os Blocos do Carnaval Estudantil. As Escolas se apresentam no centro histórico e os estudantes além de promoverem festas, criaram blocos de Carnaval que atraem milhares de turistas a Ouro Preto. 

Criadas a partir da década de 1950, as Escolas de Samba de Ouro Preto, animam o centro histórico com suas alegorias, fantasias, coreografias e os tradicionais sambas enredo. Competindo com muita alegria, as Escolas se embasam em narrativas locais, em grandes personagens da história e em fatos, livros e músicas que marcam a vida das pessoas no Brasil.

A primeira escola fundada foi a Escola de Samba Império do Morro Santana, em 1957, na comunidade do “Morro da Queimada”, sendo a mais antiga e tradicional de Ouro Preto. Seus membros produzem suas próprias fantasias e optam por produtos de baixo custo. Suas cores são verde, amarelo, azul, rosa e vermelho. No ano de 1995, o tema da escola foi “Siriri Pererê, cê olha pra mim que eu olho pro cê”, em uma homenagem ao conto de Monteiro Lobato e seus personagens Narizinho, Pedrinho e o Saci-Pererê.


Material da pasta das Escolas de Samba da PMOP - 1995 - APMOP

 A Escola de Samba Unidos do Padre Faria, foi criada em janeiro de 1970, no antigo bairro Padre Faria e conta com incentivo de sua grande torcida.  A escola tem como tradição a ala do Termo Branco que ficou famosa e já ganhou até uma composição de Edmundo Guedes. Suas cores são, vermelho, branco, verde, azul e preto. Em 1995, o tema  foi “Canto de Glória- 25 anos de glória e tradições”.

 Material da pasta das Escolas de Samba da PMOP - 1995 - APMOP

 A Escola de Samba Inconfidência Mineira – ESIM foi criada em 1972, no bairro Antônio Dias, mais precisamente no local determinado “TERCEIRA”. Suas cores são branco, amarelo, vermelho, preto, verde e azul. Em 1995, seu tema foi “Era uma vez os deuses gregos no carnaval” e segue abaixo seu samba enredo:

  Material da pasta das Escolas de Samba da PMOP - 1995 - APMOP

A Escola de Samba Imperial de Ouro Preto foi criada em 1974, no intuito de representar os bairros do Pilar e do Rosário. No entanto, hoje em dia ela abrange vários outros bairros. O nome da escola é uma alusão ao título “Imperial Cidade de Ouro Preto”, recebido pela cidade em 1823, pelo Imperador D. Pedro II. Suas cores são, amarelo, preto e prata. Em 1996, o tema da escola foi “A Festa Kuarüp da Imperial”, trabalhando uma origem indígena:

  Material da pasta das Escolas de Samba da PMOP - 1995 - APMOP

A Escola de Samba Sinhá Olímpia, foi criada em março de 1975, por moradores do bairro Saramenha, liderados pelo Sr. Jésus Mazon. Suas cores são branco, amarelo, rosa, verde, preta, vermelha e azul. Em 1995 o tema da escola foi “Mil e Uma Noites no Gongo Sôco”, aludindo as riquezas, tradições e ao período do ouro e da escravidão.

 Material da pasta das Escolas de Samba da PMOP - 1995 - APMOP

A Escola de Samba Acadêmicos de São Cristóvão, foi fundada em junho de 1980, sediada no bairro São Cristóvão. Seus fundadores foram Srs. José Ângelo dos Santos Filho, Jorge Flaviano dos Santos e Nelson Pascoal. Sua bandeira trazem as cores verde, rosa, amarelo ouro e branco. Em 1996, seu samba enredo foi uma homenagem ao cinema, “Fábrica de Ilusões – 100 Anos de Cinema”.  

  Material da pasta das Escolas de Samba da PMOP - 1995 - APMOP



 Caixa Eventos - Carnaval - 1997/2002 - APMOP

 Caixa Eventos - Carnaval - 1994/2002 - APMOP


 Os Blocos Estudantis garantem shows e desfiles pelas ladeiras de Ouro Preto. Durante os cinco dias de Carnaval, eles se revezam entre lugares e estilos de música, garantido ao folião muita diversão e variedade de pessoas  e shows. Os blocos mais tradicionais de Ouro Preto são, Caixão e Pirata. Além deles, existem hoje em dia muitos outros como Mesclado, Cabrobró, Ladera, Lages, etc. 

O Bloco do Caixão é o mais tradicional bloco estudantil de Ouro Preto. A história começou quando o primeiro caixão foi confeccionado, em janeiro de 1966, para o enterro simbólico da República Necrotério, na casa da Rua Padre Rolim, que acabou desmoronando. Na década de 70, o caixão passou a ser usado como alegoria dos moradores da república. A partir da década de 90, o bloco passou a sair pelas ruas de Ouro Preto com seus integrantes devidamente caracterizados. 

 Fotos Carnaval 1997/2000 - APMOP

O Bloco do Pirata foi criado em 1984, pela República Nau Sem Rumo. Sua fundação faz alusão à época de redemocratização do Brasil, depois de décadas de ditadura militar. Foi uma forma de protesto pacífico contra a repressão política. Hoje em dia desfila pelas ladeiras de Ouro Preto ao som do batuque da bateria.  

  Fotos Carnaval 1997/2000 - APMOP

Venham curtir o Carnaval Cultura de Ouro Preto. Aqui a variedade da diversão é garantida!








REFERENCIAS
______________________________________________________
Arquivo Público Municipal de Ouro Preto - Caixa Eventos 1995/1996 e
Caixa Fotos/Carnaval-1994/1997/2000-02
www.foliadeouro.com.br/carnaval-em-ouro-preto/
www.ouropreto.mg.gov.br/carnaval2013/index/index.php?pag=17

[Postagem: Vanessa Pereira Silva (Estagiária). Revisão: João Paulo Martins e Helenice Oliveira]



Um comentário:

  1. Parabéns a essa equipe fantástica do APMOP. Esse post é uma riqueza!

    ResponderExcluir